Paraíso Trombetas
Inglês
o Tucunaré

Na bacia do rio Trombetas existem cerca de 20 comunidades quilombolas, criadas por escravos que fugiram há mais de dois séculos das plantações de cacau. Estas comunidades viveram praticamente isoladas do restante do pais, até que estudos exploratórios para geração de energia elétrica foram iniciados na década de 1970. A hidrelétrica da Cachoeira Porteira chegou inclusive a ser incluída em um mapa do Brasil, conforme se comprova na figura abaixo. O projeto original previa uma capacidade de geração de 2350 MW, o que a colocaria entre as dez maiores usinas hidrelétricas do pais. Felizmente os planos desta construção não foram adiante permitindo que hoje nos estejamos aqui proporcionando aos amigos pescadores a oportunidade de visitar este lugar incomum. Entretanto, em 2014 o Ministério de Minas e Energia iniciou novamente o inventário energético da região.


  • Pousada Paraíso Trombetas

Esta região do Trombetas possui uma população estimada em cerca de 10.000 pessoas, e abrange várias etnias indígenas tais como wai-wai, kaxuyana e tunayana. Durante os séculos de isolamento as comunidades quilombolas viveram basicamente do extrativismo, especialmente do cacau e mais recentemente da castanha do Pará. A existência da Comunidade da Cachoeira Porteira está documentada desde 1778, com registros de escravos nas plantações de cacau na região do baixo Amazonas e dos mocambos do Alto Trombetas entre 1823 e 1870.

Maiores informações sobre esta região podem ser encontradas nos seguintes sites:

1) www.academia.edu

2) dams-info.org/pt

3) amazoniareal.com.br

 

| VOLTAR |

Galeria

Facebook  Instagram

© 2017 Pousada Paraíso Trombetas

Cachoeira Porteira, Oriximiná | Pará - Brasil

31 9 9961-3810 | 37 9 9911-1778 | 37 9 9915-3161

Desenvolvido por Matheus Salviano